Sea

Secretaria do Estado da Administração

TÍTULO

SUB-TÍTULO

Governo lança programa de compras públicas em parceria com Sebrae e Ampe para incentivar comércio de micro e pequenas empresas com o Estado

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Administração, SEA, em parceria com o Sebrae e a Ampe- Associação das Micro e Pequenas Empresas, lança no próximo dia 7 de março, o programa Compras SC, que visa aumentar a participação das micro e pequenas empresas em licitações abertas pelo Estado, para aquisição de produtos e serviços.

Promovido pela diretoria de Gestão de Licitações e Contratos da SEA, o Compras SC vai criar estratégias viáveis para que os pequenos produtores possam ter mais condições de concorrer com os grandes fornecedores, estimulando a economia local e criando novos nichos de mercado. “A ideia do programa surgiu de uma parceria estreita entre a SEA e o Sebrae, que desenvolve projetos para fomentar a economia dos micro e pequenos empreendedores. Com isso, pretendemos ampliar o percentual atual 31,55% dos valores contratados em 2021 com micro pequenas empresas”, explica a diretora de Gestão de Licitação e Contratos da SEA, Karen Bayestorff.

O lançamento do programa será na próxima segunda-feira, 7 de março, às 14h no auditório sede do Sebrae em Florianópolis, com a presença de autoridades e do Governador Carlos Moisés da Silva.

Microempresas movimentam economia brasileira

Dados do Sebrae apontam que no Brasil, dos mais de 6,4 milhões de estabelecimentos comerciais, 99% são de micro e pequenas empresas, que são responsáveis por mais de 52% dos empregos gerados no setor privado, o equivalente a 16,1 milhões de empregos . Por isso, com o programa Compras SC, o Estado reconhece o potencial dos pequenos fornecedores para acelerar a economia interna.

“Esta é mais uma ação determinada pelo Governador Carlos Moisés, que utiliza o enorme poder de compras do Governo para movimentar a economia do Estado. Além de comprar com mais eficiência, também temos condições de melhorarmos nossas entregas às pessoas”, disse o secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca.