Secretaria de Estado da Administração

Reunião do colegiado de Governo: Indicadores apontam para o crescimento do Estado na área de Desenvolvimento Social

Uma ferramenta para acompanhar e medir o crescimento do Estado em todas as áreas de interesse do Governo é o que constitui o sistema de gestão catarinense via  construção e avaliação por indicadores de desempenho. Na reunião do colegiado, desta quarta-feira, 20, foram apresentados e mensurados indicadores relacionados à área de Desenvolvimento Social, os quais continuam em ascensão. 

Como de praxe, além do feedback, uma revisão dos indicadores que já foram apresentados em reuniões anteriores, o encontro da semana trouxe novos pontos para acompanhamento do grupo. Nesse quesito, a Secretaria de Estado da Educação apresentou o índice de faltas dos alunos do Ensino Médio, indicador em fase de recuperação pelas ausências relacionadas à pandemia do novo coronavírus. Entre os indicadores que foram reapresentados (pois já foram medidos em encontros anteriores), estão os rendimentos dos alunos da rede pública estadual nas áreas de linguagens e matemática. 

A Fundação Catarinense de Cultura mostrou as obras e o estado de conservação de alguns importantes pontos históricos do Estado, como o Palácio Cruz e Souza, o Museu do Mar em São Francisco do Sul e o Teatro Álvaro de Carvalho. Atualmente,a maior parte do patrimônio histórico catarinense está passando por revitalização ou já conta com projetos em execução para início dos trabalhos. 

Da Fesporte, foi acompanhado mais uma vez o indicador sobre a realização de eventos, que estivera congelado por conta da pandemia do novo coronavírus, mas que segue em fase de expansão com a retomada do calendário esportivo estadual, como o resgate dos joguinhos escolares, jogos Abertos e Parajasc, além das corridas de rua e competições regionais. Como novo indicador, a Fesporte mostrou o crescimento do reaparelhamento da estrutura esportiva escolar no Estado, como convênios para aquisição de materiais esportivos distribuídos em todas as escolas estaduais. 

Por fim, a Secretaria de Desenvolvimento Social trouxe como feedbacks os indicadores relacionados aos programas de redução da pobreza, com destaque para o aperfeiçoamento do Cadastro Único por parte dos municípios para atualização dos que recebem o benefício do SC Mais renda, diminuindo a evasão em quase 30% dos que não sabiam que tinha direito ao benefício e que ainda não haviam retirado o cartão do SC Mais Renda. Como novo indicador, foram mostrados os índices de transferências de renda, aliados às estratégias para reduzir o número de famílias que atualmente recebem o Bolsa Família, há mais de três anos. O objetivo até 2022 é diminuir esse número pela metade, com ações de capacitação profissional e reinserção no mercado de trabalho, em conjunto com outras secretarias. 

A avaliação da reunião foi mais uma vez positiva, especialmente pelo compartilhamento das informações referentes a projetos que, por vezes, estão centralizados em algumas secretarias específicas mas que impactam em inúmeros outros setores do governo. Por isso, em novembro o grupo planeja um encontro integrado, já que os indicadores perpassam distintas áreas. O encontro desta manhã foi coordenado pelo secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca.

 


Texto: Krislei Oechsler
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Administração