Secretaria de Estado da Administração

Edit

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio, neque qui velit. Magni dolorum quidem ipsam eligendi, totam, facilis laudantium cum accusamus ullam voluptatibus commodi numquam, error, est. Ea, consequatur.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio, neque qui velit. Magni dolorum quidem ipsam eligendi, totam, facilis laudantium cum accusamus ullam voluptatibus commodi numquam, error, est. Ea, consequatur.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio, neque qui velit. Magni dolorum quidem ipsam eligendi, totam, facilis laudantium cum accusamus ullam voluptatibus commodi numquam, error, est. Ea, consequatur.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio, neque qui velit. Magni dolorum quidem ipsam eligendi, totam, facilis laudantium cum accusamus ullam voluptatibus commodi numquam, error, est. Ea, consequatur.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio, neque qui velit. Magni dolorum quidem ipsam eligendi, totam, facilis laudantium cum accusamus ullam voluptatibus commodi numquam, error, est. Ea, consequatur.

MENU

SERVIÇOS

ESTRUTURA

site@sea.sc.gov.br

48

3665-1400

Licitação para vigilância e segurança das escolas estaduais é realizada pela SEA

Mais uma etapa da licitação para a ampliação de vigilância humana e eletrônica para as escolas estaduais aconteceu na tarde de ontem, 18.  A licitação, na modalidade de pregão eletrônico, foi realizada pela Secretaria de Estado da Administração, teve início às 13h e  contou com 16 empresas participantes. O custo do serviço, previsto em R$ 450,7 milhões, foi licitado por R$ 372,7 milhões, e o objetivo da contratação é garantir segurança a todos os alunos, professores e funcionários das escolas de Santa Catarina.

De acordo com a Coordenadora da Central de Compras, vinculada à Diretoria de Gestão de Licitações e Contratos da SEA, Carla Giani da Rocha, dos 13 lotes disputados, que visam atender a todo o Estado, houve 8 vencedores diferentes. “Este resultado demonstra a ampla competitividade que tivemos neste certame. Esta disputa possibilitou uma economia de mais de R$ 78 milhões de reais em relação ao valor inicialmente estimado para esta licitação”, afirmou Carla.

Agora o processo segue para as próximas etapas, com a análise de planilha de composição de custos, em que uma equipe técnica avalia o atendimento da legalidade, após a prova de conceito dos equipamentos de vigilância, e a posterior análise dos documentos de habilitação das empresas vencedoras, para finalização do certame, contratação e efetiva prestação dos serviços.

A pedido das próprias escolas, será providenciado um aumento considerável de unidades para sediar o corpo de vigilância – de 235 para 1.101, quase cinco vezes o número atual – além de mais pontos de vigilância eletrônica, via alarmes (1,52 vezes o número atual) e mais circuitos de câmeras (1,8 vezes o número atual).

A preocupação em estender a segurança eletrônica e humana a todas as escolas foi intensificada após o incidente numa escola infantil de Saudades, no Oeste do estado: em 4 de maio, um homem de 18 anos invadiu a Creche Aquarela armado com duas facas e provocou a morte de cinco pessoas. A tragédia causou preocupação em toda a comunidade escolar e levou o Governo do Estado a decidir ampliar o investimento em segurança da rede estadual.

Conforme o processo SED 24725/2019, o preço médio dos gastos com vigilância foi obtido mediante ampla cotação e seguindo Instrução Normativa Federal. Todos os processos licitatórios são regidos por lei específica e consideram contextos e circunstâncias para a contratação. Desta forma, a Secretaria de Educação define as necessidades do serviço nos termos de referência, que são enviados para a Secretaria de Estado da Administração elaborar o edital e efetivar a contratação, após realizados todos os trâmites dispostos na Lei.

Foto: Maurício Vieira/Secom

Sobre a licitação

Todas as fases dos processos licitatórios em questão podem ser analisadas junto aos processos SED 00024725/2019 e SED 00037070/2021, incluindo as justificativas de necessidade de contratação e de valores praticados no mercado.

A publicidade no Diário Oficial do Estado segue um padrão para divulgação das licitações referentes às contratações de mão de obra terceirizada. Além desta, há outras ações para dar ampla divulgação e transparência pública a este e a outros processos, a saber:

  • E-mail para uma lista de mais de 500 fornecedores cadastrados no Estado. 
  • Publicidade em veículo de grande circulação, feita em 2 de agosto.
  • Publicação do processo no Portal de Compras do Estado, que constitui uma fonte de consulta constante dos órgãos e fornecedores. 

Quanto à transparência dos certames, a Secretaria de Estado da Administração ampliou o alcance e o modelo de contratação de serviços de mão de obra terceirizada. A partir de 2019, foi adotada a modalidade de pregão, em detrimento da modalidade concorrência. Com as mudanças implementadas, somente em processos de licitação para contratação de serviços ou mão de obra terceirizados, o Estado obteve economia de R$ 74,3 milhões além dos seguintes resultados: 

  • Redução de 1,07% no total de postos contratados.
  • Aumento da concorrência, com aumento médio do número de participantes por certame de 4 para 13 fornecedores, 
  • Alteração no modelo de planilhas de custos nos editais de licitação e das formas de repactuação, considerando elementos da IN 05/17 (federal);
  • Criação de Termo de Referência Padrão para todas as solicitações de contratações de postos de serviços terceirizados via processo licitatório;
  • Elaboração do Modelo de declaração de inexistência de conflito entre quadro de servidores com postos solicitados;
  • Modelo de planilha para valores de referência com coeficientes com o intuito de padronização e de segurança.

 


Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação – Secom
Secretaria de Estado da Administração – SEA