Secretaria de Estado da Administração

Edit

JORGE
EDUARDO TASCA

Secretário da Administração

LUIZ
ANTÔNIO DACOL

Secretário-Adjunto da Administração

CENTRO ADMINISTRATIVO

Centro Administrativo do Estado de Santa Catarina - Saco Grande, SC 401 - Florianópolis - SC.

HORÁRIO DE EXPEDIENTE

Das 12h às 19h, de segunda à sexta-feira (Decreto N° 1.410 de 18 de dezembro de 2017)

DESENVOLVEDOR

SEA / DITI / GESIN

ASSESSORIA DE
COMUNICAÇÃO

Krislei Oechsler
Fone: (48) 99193-3013 (48) 3665-1636
E-Mail: comunicacao@sea.sc.gov.br

PARCEIROS

Licitação para vigilância e segurança das escolas estaduais é realizada pela SEA

Mais uma etapa da licitação para a ampliação de vigilância humana e eletrônica para as escolas estaduais aconteceu na tarde de ontem, 18.  A licitação, na modalidade de pregão eletrônico, foi realizada pela Secretaria de Estado da Administração, teve início às 13h e  contou com 16 empresas participantes. O custo do serviço, previsto em R$ 450,7 milhões, foi licitado por R$ 372,7 milhões, e o objetivo da contratação é garantir segurança a todos os alunos, professores e funcionários das escolas de Santa Catarina.

De acordo com a Coordenadora da Central de Compras, vinculada à Diretoria de Gestão de Licitações e Contratos da SEA, Carla Giani da Rocha, dos 13 lotes disputados, que visam atender a todo o Estado, houve 8 vencedores diferentes. “Este resultado demonstra a ampla competitividade que tivemos neste certame. Esta disputa possibilitou uma economia de mais de R$ 78 milhões de reais em relação ao valor inicialmente estimado para esta licitação”, afirmou Carla.

Agora o processo segue para as próximas etapas, com a análise de planilha de composição de custos, em que uma equipe técnica avalia o atendimento da legalidade, após a prova de conceito dos equipamentos de vigilância, e a posterior análise dos documentos de habilitação das empresas vencedoras, para finalização do certame, contratação e efetiva prestação dos serviços.

A pedido das próprias escolas, será providenciado um aumento considerável de unidades para sediar o corpo de vigilância – de 235 para 1.101, quase cinco vezes o número atual – além de mais pontos de vigilância eletrônica, via alarmes (1,52 vezes o número atual) e mais circuitos de câmeras (1,8 vezes o número atual).

A preocupação em estender a segurança eletrônica e humana a todas as escolas foi intensificada após o incidente numa escola infantil de Saudades, no Oeste do estado: em 4 de maio, um homem de 18 anos invadiu a Creche Aquarela armado com duas facas e provocou a morte de cinco pessoas. A tragédia causou preocupação em toda a comunidade escolar e levou o Governo do Estado a decidir ampliar o investimento em segurança da rede estadual.

Conforme o processo SED 24725/2019, o preço médio dos gastos com vigilância foi obtido mediante ampla cotação e seguindo Instrução Normativa Federal. Todos os processos licitatórios são regidos por lei específica e consideram contextos e circunstâncias para a contratação. Desta forma, a Secretaria de Educação define as necessidades do serviço nos termos de referência, que são enviados para a Secretaria de Estado da Administração elaborar o edital e efetivar a contratação, após realizados todos os trâmites dispostos na Lei.

Foto: Maurício Vieira/Secom

Sobre a licitação

Todas as fases dos processos licitatórios em questão podem ser analisadas junto aos processos SED 00024725/2019 e SED 00037070/2021, incluindo as justificativas de necessidade de contratação e de valores praticados no mercado.

A publicidade no Diário Oficial do Estado segue um padrão para divulgação das licitações referentes às contratações de mão de obra terceirizada. Além desta, há outras ações para dar ampla divulgação e transparência pública a este e a outros processos, a saber:

  • E-mail para uma lista de mais de 500 fornecedores cadastrados no Estado. 
  • Publicidade em veículo de grande circulação, feita em 2 de agosto.
  • Publicação do processo no Portal de Compras do Estado, que constitui uma fonte de consulta constante dos órgãos e fornecedores. 

Quanto à transparência dos certames, a Secretaria de Estado da Administração ampliou o alcance e o modelo de contratação de serviços de mão de obra terceirizada. A partir de 2019, foi adotada a modalidade de pregão, em detrimento da modalidade concorrência. Com as mudanças implementadas, somente em processos de licitação para contratação de serviços ou mão de obra terceirizados, o Estado obteve economia de R$ 74,3 milhões além dos seguintes resultados: 

  • Redução de 1,07% no total de postos contratados.
  • Aumento da concorrência, com aumento médio do número de participantes por certame de 4 para 13 fornecedores, 
  • Alteração no modelo de planilhas de custos nos editais de licitação e das formas de repactuação, considerando elementos da IN 05/17 (federal);
  • Criação de Termo de Referência Padrão para todas as solicitações de contratações de postos de serviços terceirizados via processo licitatório;
  • Elaboração do Modelo de declaração de inexistência de conflito entre quadro de servidores com postos solicitados;
  • Modelo de planilha para valores de referência com coeficientes com o intuito de padronização e de segurança.

 


Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação – Secom
Secretaria de Estado da Administração – SEA