Secretaria de Estado da Administração

Governo do Estado pretende encerrar 2021 com evolução em todos os indicadores de desempenho

O modelo de gestão da Administração Pública Estadual, implementado por meio de indicadores de desempenho e resultados que teve início da gestão do governador Carlos Moisés segue sendo monitorado constantemente pelos gestores dos órgãos do Executivo Estadual, com evoluções apresentadas em reuniões semanais entre a equipe de governo. Nesta terça-feira, 23, foi iniciado o quarto ciclo de avaliação, onde foram revistos indicadores da área de gestão pública. 

A ideia é que este ciclo de avaliação seja encerrado no início de janeiro do próximo ano, fechando 2021 com evolução em todas as áreas. “Atualmente, quase  todos os 261 indicadores tiveram tração em seu desempenho, o que deixa muito claro que a máquina pública está acelerada, e o mais importante, estamos correndo para o caminho certo, que foi apontado pelos catarinenses e segue sendo defendido pelo governador Moisés” disse o secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca. 

O trabalho do programa de indicadores de desempenho é feito em equipe. “Todos percorrem os objetivos que foram mapeados como prioridades no início da gestão. A partir de 2022, faremos um realinhamento estratégico para encerrar os que foram totalmente executados, como os projetos concluídos, por exemplo, e para aplacar outros que, por ventura, venham a ser necessários”, explica  Fillipe Schüur, que integra a equipe do programa. 

 Dos 261 indicadores mapeados e acompanhados pelo Governo, apenas cerca de 10% ainda não obtiveram melhoria no desempenho.

Indicadores acompanhados

Na reunião de hoje foram acompanhados os indicadores de serviços digitais e gestão patrimonial, pela secretaria de Estado da Administração, os novos números do mínimo constitucional que foram aplicados em melhoria, pela secretaria de Estado da Educação; a execução do programa Pacto por Santa Catarina e número de órgãos do Estado contemplados com Nuproj- Núcleos de Projetos, foram indicadores apresentados novamente pelo Escritório de Gestão de Projetos; os cursos ofertados em parceria com outras escolas de governo e ampliação da capacidade de pessoal, foram os indicadores acompanhados pela ENA, Fundação Escola de Governo; e a Fundação Catarinense de Educação Especial reapresentou o quantitativo de instituições que já aderiram ao MRD, Modelo de Repasse Direto.

No próximo encontro serão acompanhados os indicadores de Infraestrutura e Desenvolvimento Social. 


Texto e Foto: Krislei Oechsler
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Administração