Secretaria de Estado da Administração

Edit

JORGE
EDUARDO TASCA

Secretário da Administração

LUIZ
ANTÔNIO DACOL

Secretário-Adjunto da Administração

CENTRO ADMINISTRATIVO

Centro Administrativo do Estado de Santa Catarina - Saco Grande, SC 401 - Florianópolis - SC.

HORÁRIO DE EXPEDIENTE

Das 12h às 19h, de segunda à sexta-feira (Decreto N° 1.410 de 18 de dezembro de 2017)

DESENVOLVEDOR

SEA / DITI / GESIN

ASSESSORIA DE
COMUNICAÇÃO

Krislei Oechsler
Fone: (48) 99193-3013 (48) 3665-1636
E-Mail: comunicacao@sea.sc.gov.br

PARCEIROS

CASAN SEM PAPEL: ECONOMIA CHEGA A R$ 1,3 MILHÃO, 7 MILHÕES DE LITROS DE ÁGUA E 68 ÁRVORES

Integrada ao Programa Governo Sem Pape, gerido pela Secretaria de Estado da Administração, e para marcar seu Cinquentenário a CASAN lança nesta sexta-feira, 2 de julho, um painel eletrônico com resultados obtidos em sua transformação digital. Com o painel implementado no site www.casan.com.br a Companhia demonstra, em tempo real, os ganhos com o Sistema de Gestão de Processos Eletrônicos/SGP-e.

Em 21 de fevereiro de 2019, ao assinar digitalmente o Decreto n° 39, o governador Carlos Moisés deu início a essa transformação, com o programa Governo Sem Papel. Desde então, nos diversos órgãos do Governo de Santa Catarina, a ação comandada pela Secretaria de Estado da Administração resultou em aproximadamente R$ 67 milhões economizados e revertidos em investimentos para os catarinenses. Mais de 48 milhões de páginas deixaram de ser impressas em todos os órgãos da administração. E 4,8 mil árvores deixaram de virar papel.

Somente seis meses depois de adotar o SGP-e (sistema desenvolvido para o Governo do Estado pela empresa catarinense Softplan, que possui tecnologia para gestão automatizada e especializada na gestão pública), a CASAN já contabiliza uma economia de 3 milhões de quilos de papel e 260 toners de impressora. A redução de papel, impressões, armazenagem e transporte representa uma economia que já chega a 1,3 milhão.

SUSTENTABILIDADE E CELERIDADE

Os resultados também mostram que a CASAN Sem Papel representa uma poupança de 7 milhões de litros de água e de 68 árvores, que teriam de ser empregados para produzir todo o papel economizado em 30 milhões de processos.

“Além das economias impressionantes e da sustentabilidade, a digitalização dá mais transparência e celeridade a todos os nossos processos, qualificando nossos serviços”, destaca a Presidente Roberta Maas dos Anjos, lembrando que o processo alinha a Companhia à política do Governo Sem Papel, um dos pilares da gestão do Governador Carlos Moisés da Silva.

Até outubro de 2020, quando se iniciou a implantação do processo CASAN Sem Papel, quase 100% dos documentos e processos administrativos que tramitavam entre as áreas era por meio físico, sendo em geral impressos, assinados, protocolados e transportados pessoalmente ou pelo serviço de malote/Correios.

Com o SGP-e, as 250 unidades da Companhia espalhadas pelo Estado deram celeridade às tramitações, reduzindo drasticamente as impressões e os custos com envios de documentações por malote, agilizando o atendimento ao público.

“É uma transformação que nos prepara para o futuro e faz com que a CASAN esteja ainda mais capacitada a prosseguir sua missão de fornecer água tratada, coletar e tratar esgotos, promovendo saúde e desenvolvimento sustentável”, complementa a engenheira sanitarista.


Texto: Assessoria de Comunicação da CASAN