Secretaria de Estado da Administração

Edit

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio, neque qui velit. Magni dolorum quidem ipsam eligendi, totam, facilis laudantium cum accusamus ullam voluptatibus commodi numquam, error, est. Ea, consequatur.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio, neque qui velit. Magni dolorum quidem ipsam eligendi, totam, facilis laudantium cum accusamus ullam voluptatibus commodi numquam, error, est. Ea, consequatur.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio, neque qui velit. Magni dolorum quidem ipsam eligendi, totam, facilis laudantium cum accusamus ullam voluptatibus commodi numquam, error, est. Ea, consequatur.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio, neque qui velit. Magni dolorum quidem ipsam eligendi, totam, facilis laudantium cum accusamus ullam voluptatibus commodi numquam, error, est. Ea, consequatur.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Optio, neque qui velit. Magni dolorum quidem ipsam eligendi, totam, facilis laudantium cum accusamus ullam voluptatibus commodi numquam, error, est. Ea, consequatur.

MENU

SERVIÇOS

ESTRUTURA

site@sea.sc.gov.br

48

3665-1400

Agosto Dourado: Rede Laço pede doadoras de leite materno

A Rede Laço de voluntariado lançou neste mês, a campanha de conscientização Agosto Dourado, dedicado a ações de incentivo à amamentação. O objetivo é estimular a doação de leite materno para os Bancos de Leite de Santa Catarina, que precisam de voluntárias para doar leite humano e auxiliar na alimentação de bebês hospitalizados e que não podem ser amamentados pela própria mãe. As doações devem ser agendadas nos bancos de leite nas seguintes cidades:

• Chapecó: (49) 3321-6512;
• Criciúma: (48) 3445-8780 com Ana Carolina;
• Florianópolis, Maternidade Carmela Dutra: (48) 99169-3822 / 3251-7552 com Cecília; e Hospital Joana de Gusmão: (48) 3251-9141 com Sandra;
• Lages: (49) 3251-0035;
• Mafra: (47) 3641-4800 com Juliana;
• Rio Negrinho: (47) 3646-2000 com Luane.

O aleitamento materno reduz em 13% a mortalidade até os cinco anos, evita diarreia e infecções respiratórias, diminui o risco de alergias, diabetes, colesterol alto e hipertensão, leva a uma melhor nutrição e reduz a chance de obesidade. Além disso, o ato contribui para o desenvolvimento da cavidade bucal do pequeno e promove o vínculo afetivo entre a mãe e o bebê*. É aconselhado o aleitamento materno exclusivamente para o bebê até seis meses de idade.


Assista ao vídeo e confira um recado importante da Primeira-dama e Presidente da Rede Laço, Késia Martins da Silva.

*Dados do Ministério da Saúde.