As cortinas do palco do Teatro Pedro Ivo Campos se abriram para mais um momento emocionante nesta terça-feira, 27, em Florianópolis. O espetáculo, no entanto, reuniu não só artistas, mas também servidores que se dedicam a manter, por 10 anos, o caçula entre os teatros administrados pelo Governo do Estado de Santa Catarina. A data foi marcada por uma solenidade com descerramentos das placas comemorativa do aniversário, a denominação do palco “Zeula Soares” e a entrega de placas em

homenagem a quem trabalha para divulgar a cultura.

A primeira vez que o Teatro Governador Pedro Ivo abriu suas portas para o público foi em 21 de novembro de 2008. A construção do Teatro, que funciona junto ao Centro Administrativo do Governo do Estado, levou três anos e contou com investimentos de R$ 5,9 milhões. “Vencemos desafios de toda a ordem para manter as atividades desta casa e, já que esse palco possibilita aflorar tantos sentimentos, o aplauso de hoje é de agradecimento a toda a nossa equipe que faz esse teatro existir e sobreviver”, discursou o secretário-adjunto de Estado da Administração, Nelson Nappi Júnior.

Ao longo desses dez anos, o Pedro Ivo foi palco de 1.718 espetáculos para um público de mais de um milhão de pessoas. Para a promoção da cultura no Estado, foram realizados gratuitamente 388 apresentações. Pelo palco do Teatro passaram espetáculos de dança, peças teatrais, apresentações musicais dos mais diferentes gêneros, óperas, orquestras e musicais, com o destaque para o projeto de plateia infantil.

Teatro de formação de plateia

Nessa modalidade, um dos projetos de sucesso é do produtor carioca Roberto Rezende, que deixou o Rio de Janeiro e veio para Santa Catarina. Desde 2000, ele trabalha com a missão de despertar o gosto pela cultura nas famílias, começando cada vez mais cedo, pelas crianças.

Rezende chegou ao estado em 2014. Reside em Bombinhas, mas encontrou no palco do Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis, o local perfeito para os ensaios e apresentações de um elenco formado por artistas catarinenses. Dependendo do espetáculo, entram em cena até 21 artistas.

“O Teatro Pedro Ivo é minha segunda casa e o apoio que ganhamos aqui, em cada apresentação, é diferenciado e acolhedor”, destacou o diretor artístico, que revelou o objetivo de contribuir com sua produção para que o Pedro Ivo se transforme em uma referência em teatro infantil.

Entre os espetáculos que são apresentados pela equipe de Roberto Rezende estão os musicais Peter Pan, A Pequena Sereia, Os Saltimbancos e Rei Leão. “Santa Catarina compreendeu e aceitou muito bem nossa proposta, temos casa cheia em praticamente todos os espetáculos”, agradeceu.

 

Mostra de Cinema Infantil

Outro evento cultural que, desde 2009, ocorre no Teatro Pedro Ivo Campos é a Mostra de Cinema Infantil, da idealizadora Luiza Lins. Ela também foi uma das homenageadas com a placa de comemoração dos dez anos do Teatro. Luiza destaca que o evento deu um salto importante no alcance de público depois que passou a ser realizado no Pedro Ivo. A mostra já atingiu 20 mil crianças. “Esse lugar cumpre uma missão muito importante. Eu não acredito em educação sem cultura, essa combinação amplia o conhecimento e transforma o cidadão em um ser humano muito melhor”, enfatizou Luiza Lins.

A Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis é um dos mais importantes festivais do segmento no país, utilizando o cinema como instrumento de inclusão, educação e intercâmbio de culturas.

Também foram homenageados na solenidade o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, o assistente jurídico da secretaria de Estado da Administração, Adriano Dias de Lima, a Associação Pró-Música de Florianópolis, o pianista Pablo Rossi, a RPR Produções Artísticas e o Grupo Cena 11 Cia. de Dança.

 

Talento e dedicação de um artista de bastidores

Entre os homenageados, o nome do administrador do Teatro Pedro Ivo, desde a fundação, Irani Brunner Apolinário (na foto, à esquerda), foi unanimidade como exemplo de dedicação. O servidor contou que foi chamado para atuar no Teatro por conta do conhecimento técnico na montagem dos equipamentos de luz, mas acabou assumindo com pleno entusiasmo funções administrativas e a liderança de processos que ajudaram a colocar o Pedro Ivo entre as casas mais importantes na cena cultural de Santa Catarina.

“Muitas vezes eu troco os momentos com a minha família para estar aqui, preparando o teatro para as apresentações, ajudando os artistas e cuidando dos detalhes para que tudo funcione bem durante os espetáculos. Faço isso com orgulho porque, para mim, é um compromisso com o bem da sociedade”, declarou.

Além do administrador, a equipe de manutenção do Teatro conta com outros três servidores, quatro técnicos, cinco auxiliares administrativos e outras quatro pessoas responsáveis pela limpeza da estrutura.

 

A estrutura

O Teatro Governador Pedro Ivo possui uma área construída de 2,6 mil metros quadrados. O teatro tem capacidade para 722 lugares e conta com um moderno sistema de iluminação, composto por 210 refletores de 265 mil watts de potência. O espaço conta ainda com três camarins individuais e dois coletivos, além de um elevador elétrico para o deslocamento da orquestra do fosso (espaço reservado para os músicos, abaixo do palco), dinamizando os espetáculos.

O palco tem uma área de 450 metros quadrados e uma boca de cena de 7 x 14 metros, o que representa um dos diferenciais do teatro, em função da proximidade do palco, de grandes dimensões, com a plateia.

 

Palco levará nome de Zeula Soares

Um dos atos mais marcantes das homenagens alusivas aos dez anos do Teatro Pedro Ivo foi o descerramento da placa indicativa do palco. O espaço passa a se chamar Zeula Soares, nome da artista catarinense, nascida na Capital, que consolidou carreira em atuações marcantes como poetisa, atriz, autora e diretora teatral.

A irmã Maura Soares acompanhou o descerramento da placa e agradeceu o gesto por parte do Governo do Estado. “Esse momento reconhece e eterniza o talento que minha irmã Zeula Soares transmitia em sua arte”.